Você sabe o que é uma fossa séptica biodigestora? Fique por dentro!

Sistema barato e eficiente para ajudar o produtor no cultivo de suas lavouras e no tratamento dos resíduos produzidos, a fossa séptica biodigestora evita a contaminação do lençol freático e também produz adubo orgânico líquido, sem cheiro desagradável e nem vermes que são prejudiciais à saúde humana e ao meio ambiente. E, melhor, este adubo pode ser usado pelos produtores em pomares e hortas.

Saiba agora tudo sobre este sistema desenvolvido pela Embrapa Instrumentação Tecnológica, de São Carlos, em São Paulo, e veja como ele pode ser útil para os agricultores:

Principais diferenças em relação à fossa comum

Muito usada no campo para o tratamento de resíduos, como urina, fezes e outros, a fossa negra tem entre as principais desvantagens a contaminação do lençol freático, fazendo com que a água que é utilizada pelos agricultores se torne um veneno, podendo causar os mais diversos tipos de enfermidade.

A fossa séptica biodigestora, por outro lado, ajuda no cultivo das lavouras e evita que o produtor seja acometido por doenças como hepatite, cólera, diarreia e salmonelose, que são a causa de 75% das internações em hospitais.

Como a fossa funciona?

Um dos grandes diferenciais da fossa séptica biogestora é sua técnica simples. Para manter o isolamento térmico, três caixas d’água conectadas entre si são enterradas. A primeira é ligada ao sistema de esgoto local e, uma vez por mês, recebe 20 litros de mistura composta por 50% de água e 50% de esterco fresco bovino. O material recebido, juntamente com fezes humanas, sofre processo de fermentação. Com a alta temperatura e a vedação das primeiras duas caixas, os patógenos são eliminados. Por fim, o líquido produzido está sem nenhum micróbio e pronto para ser usado pelos produtores como adubo em hortas e pomares.

O sistema é ideal para atender a uma família composta por até cinco pessoas e que despejem até 50 litros de resíduos e água por dia na fossa. Caso a casa tenha mais membros ou uma produção maior de resíduos, é importante acrescentar uma quarta caixa com a capacidade de mil litros.

Principais benefícios da fossa séptica biodigestora

Entre as principais vantagens do sistema de fossa séptica biodigestora está no tratamento de esgoto sanitário com baixo custo para os produtores. O modelo pode ser usado ainda para irrigar e fertilizar o solo, o que contribui significativamente para a melhora da qualidade da terra e, consequentemente, da renda dos agricultores. A fossa séptica biogestora também não tem alto custo: com apenas R$ 1 mil é possível construir o sistema.

Apostar em uma fossa séptica biodigestora é uma opção de baixo custo e amigável tanto para o produtor quanto para o meio ambiente. Antes de instalar o sistema, é importante, no entanto, analisar se a propriedade já está com o lençol freático contaminado. Se a resposta for positiva, o indicado é usar antes de tudo um clorador entre o cano em que a água do poço é captada e o reservatório. Com isto, é possível eliminar os microorganismos e garante que a água gerada é completamente potável.

Ainda ficou com alguma dúvida? Compartilhe com a gente! Nós podemos te ajudar!

Categoria: destaque, Limpeza de Fossa | Tags: .

Comments are closed.