Tudo sobre ratos

Ratos são pragas urbanas que representam um inconveniente quando encontrados em casas, apartamentos e estabelecimentos comerciais. São um risco para a saúde e causam danos a móveis, eletrodomésticos, roupas e até nas instalações elétricas. Como identificar a presença desses animais indesejados e afastá-los de uma vez por todas? Confira as dicas que a Loremi selecionou para você!

De onde surgem os ratos?

Os ratos urbanos são classificados em residentes e não residentes. Os residentes são os camundongos, que vivem no interior das edificações e constroem ninhos em locais como fogões, armários, vãos de móveis, entre outros. Outra espécie residente é o rato preto, que é encontrado em sótãos, porões e em partes ocas de árvores.

Os não residentes são as ratazanas, que vivem nos esgotos, córregos e terrenos baldios. Elas saem a noite em busca de alimento, e depois retornam para suas casas. Essa espécie entra nas instalações através dos telhados, janelas, frestas em paredes e até mesmo trazidas pelos frequentadores do local, em caixas de papelão, móveis e compras da feira, por exemplo. Aparecem principalmente através de ralo e vasos sanitários.

Como identificar sua presença?

A presença desses animais é identificada por alguns sinais, como:

  • Fezes: as fezes dos ratos são pequenas e escuras, e são encontradas nas regiões onde estão mais ativos, próximas as paredes, em armários de cozinha, embaixo de eletrodomésticos e móveis, etc.;

  • Odor: os ratos deixam um odor característico semelhante ao amoníaco. É possível percebê-lo principalmente em ambientes fechados;

  • Ruídos: o deslocamento de um lado para o outro, ou o arranhar sobre alguma superfície pode ser um sinal da presença de ratos;

  • Danos: madeira, plástico, cabos de instalações elétricas são materiais facilmente roídos pelos dentes poderosos desses animais. Verifique se há sinais em móveis, cabos aparentes e objetos plásticos dentro de armários;

  • Ninhos: os ratos residentes constroem ninhos próximos aos locais onde se alimentam, utilizando papéis rasgados, restos de tecidos e madeiras para esse fim. Normalmente ficam em baixo de locais como geladeira, máquinas de lavar, dentro de fogões e armários;

  • Animais de estimação irritados: seu cachorro está irritado ou agitado e latindo muito a noite? Seu gato também possui sinais de irritação e tem farejado a casa? A presença de animais estranhos é facilmente percebida por eles. Fique atento ao seu comportamento.

Como evitar essa visita indesejada?

A limpeza do ambiente, armazenagem e destinação correta do lixo é um dos principais fatores que ajudam a manter os roedores afastados. Outras dicas são:

  • Feche bem os sacos de lixo e coloque-os na rua sempre próximo ao horário da coleta;

  • Mantenha a ração de animais protegida, guarde-a durante a noite e lave as vasilhas.;

  • Vede frestas, vãos de portas, rachaduras e qualquer espaço que facilite a entrada dos animais;

  • Realize frequentemente a limpeza de fogões e armários;

  • Use repelentes sonoros, que emitem ruídos inaudíveis por seres humanos e afastam esses animais.

Como eliminá-los de forma definitiva?

A presença de ratos se transformará em uma infestação se não for tratada de forma correta. O uso de receitas caseiras não é recomendado, pois além de não serem efetivas para o controle desses animais, os deixam resistentes a determinados venenos e causam intoxicação nas pessoas que entram e contato com o veneno. Existem iscas e armadilhas que podem ser colocadas em casa com segurança, mas para infestações persistentes é necessário buscar uma empresa especializada em desratização.

O procedimento de desratização consiste em uma auditoria que identificará pontos problemáticos e a espécie residente. Em seguida é feito o saneamento da área, a eliminação das fontes de alimentos e a instalação de armadilhas e iscas. O monitoramento constante da área é importante para a manutenção das medidas tomadas.

E aí, o que achou de nossas dicas? Não perca tempo e comece a se prevenir contra essa praga! E conte com nossos serviços sempre que necessário. Fique ligado para mais informações como essa! Até a próxima!

Categoria: Controle de Pragas, destaque | Tags: .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *