Subproduto do tratamento de esgoto é rico em nutrientes

Na série especial de reportagens do programa “Meu Ambiente”, desta semana, o assunto em questão será sobre os produtos gerados nas estações de tratamento de esgoto e de água. 

Em Franca, por exemplo, o lodo gerado no tratamento já é reaproveitado há bastante tempo. Rico em substâncias como nitrogênio e fósforo, alguns dos principais fertilizantes agrícolas no Brasil, tem garantido lucro a produtores de café do interior paulista. 

Na 2ª edição, você vai saber como o biossólido tem contribuído com a agricultura da região de Alta Mogiana. A grande vantagem para a Sabesp e para a sociedade é que esse resíduo deixa de ir para o aterro sanitário, o que é ótimo para o meio ambiente. Mas o processo também não é tão simples assim. No Estado de São Paulo, para que o lodo seja usado como fertilizante, o produtor deve apresentar projeto para aprovação da Cetesb. 

Na 3ª edição, você vai saber como o lodo pode ser aproveitado na agricultura e na construção civil. O superintendente de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da Companhia de Saneamento, Américo de Oliveira, fala da importância da realização de projetos para o reaproveitamento do lodo. “Reduzir ao máximo a quantidade e a toxidades desses resíduos produzidos. Não só a Sabesp mas o mundo inteiro está fazendo recircular, gerar menos e, se possível, com ganhos econômicos”, explicou.





Categoria: Tratamento de esgoto | Tags: , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *