Problemas com pragas no condomínio? Saiba como mantê-los longe!

Ratos, moscas, baratas, cupins, formigas, pulgas, pombos, escorpiões e até morcegos estão entre as pragas que atormentam os condomínios. Além de acarretar problemas de saúde, esses invasores podem causar danos mesmo nas estruturas dos imóveis, como é o caso dos cupins. O problema, infelizmente, é mais comum do que podemos imaginar. Neste sentido, a prevenção de pragas é realmente a melhor solução, e deve ser realizada a cada 90 dias. Alguns condomínios realizam o procedimento apenas quando há incidência de pragas, o que gera  maior infestação e gastos consequentemente mais altos para o controle.

Mas você sabia que existem medidas preventivas simples que podem ser tomadas pelos próprios condôminos para evitar infestações? Compilamos algumas dicas de acordo com o tipo de praga para te ajudar. Confira!

Insetos em geral e ratos: saiba como prevenir seu condomínio destes invasores

Estes visitantes indesejados são atraídos principalmente pela sujeira do ambiente. Portanto, quanto mais limpa e bem-cuidada for a área do seu condomínio, menor será a probabilidade do aparecimento dessas pragas. Verifique a existência de frestas no chão, paredes e muros e promova a boa limpeza destes locais, realizando, sempre que possível, pequenas reformas para solucionar esses problemas. Os azulejos antigos também podem contribuir para a proliferação de insetos: renove o rejunte sempre que este apresentar falhas.

Todo o lixo do condomínio deve ser descartado em local adequado, com identificação e tampa. É importante que a higienização e a desinfecção dessas áreas sejam realizadas semanalmente. Os ralos também são porta de entrada para muitas pragas. Instalar telas nestes locais, tanto na parte externa quanto interna, é uma ótima medida para evitar o problema. A caixa d’água do condomínio, que deve ser limpa periodicamente, é outro ponto importante. Confira se sua tampa não possui fendas, mantendo-a sempre fechada.

Praga destruidora: aprenda como evitar os cupins

Os cupins aparecem independentemente da higienização do local, e podem trazer transtornos gigantescos. A fase de reprodução destes insetos acontece entre setembro e dezembro, quando eles saem em revoada e procuram novos locais para a formação de colônias. Deste modo, é importante evitar que a praga adentre os imóveis e lá encontre um ponto para perpetuação. Procure manter as janelas fechadas nesse período mais crítico. Os cupins se alojam nas fissuras de madeiras, conduítes elétricos e de rede de telefonia. Sua presença só é notada quando a madeira, que é seu principal alimento, é encontrada danificada. Apesar de se alimentarem deste material, eles também podem criar seus ninhos nos vãos das paredes, construindo um caminho até a “refeição” mais próxima. Assim, verifique sempre e avise os demais condôminos para verificar as instalações à procura de resíduos de terra em batentes e locais úmidos, além de identificar paredes ocas. Se uma colônia for encontrada, é preciso buscar a ajuda de uma empresa especializada para remoção.

Visitantes incovenientes: descubra como se precaver dos pombos

Além de incomodar com o barulho e a sujeira, os pombos também podem transmitir sérias doenças para os seres humanos. Estes animais estão sempre em busca de alimento, fazendo com que a medida de prevenção mais eficiente seja evitar deixar resíduos que possam alimentá-los, forçando-os assim a procurar outros locais. O controle pode ser realizado, ainda, através da instalação de barreiras físicas, como telas ou espículas (espécie de haste para repelir a praga), nos locais propícios para o seu abrigo.

A prevenção é essencial para diminuir o aparecimento de pragas em qualquer local, e as mesmas precauções se aplicam para proteger a área onde você reside. Quando o caso for de infestação avançada, no entanto, torna-se necessário realizar uma dedetização. Como este é um procedimento sério que demanda experiência para ser aplicado, procure uma empresa especializada! E aí, gostou das dicas? Com medidas descomplicadas, é realmente possível evitar a proliferação de pragas no seu condomínio. Se quiser compartilhar outras dicas e opiniões, não esqueça de deixar um comentário!

Categoria: Controle de Pragas, destaque | Tags: .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *