Conheça 7 plantas que ajudam a manter as pragas longe da sua horta

É ótimo ter em casa ou no sítio sua própria plantação, em que você cultiva seus próprios legumes, vegetais e até mesmo flores decorativas. Contudo, não existe nada pior para sua horta caseira do que pragas naturais, como besouros, moscas, mosquitos e outros insetos. Eles podem ser atraídos pela vegetação e causam transtornos a ela e a sua família. Pensando nisso, separamos algumas opções de plantas que você pode manter em seu terreno para naturalmente espantar essas pragas e facilitar seu trabalho durante o cultivo.

Hortelã: Essa talvez seja a planta mais conhecida para a finalidade de espantar pragas. Sua propriedade aromática repele formigas, mariposas e borboletas, como a borboleta-da-couve, moscas, mosquitos e até mesmo ratos. Além de ter inúmeras utilidades gastronômicas e medicinais, você terá um eficiente repelente natural.

Tomilho: Seu uso é outra forma eficiente de controlar os danos pela borboleta-da-couve, lepidóptero cuja lagarta se alimenta de couve, brócolis e couve-flor, desfolhando a planta. O arbusto de tomilho necessita de pouca manutenção, e ainda pode ser utilizado posteriormente como tempero em carnes.

Alecrim: O arbusto de alecrim age como defensivo contra mosquitos, borboleta-da-couve e mosca-da-cenoura. Além disso, colocar pequenas folhas de alecrim no local é uma ótima forma de espantar gatos, que são repelidos pelo cheiro. É um plantio de baixa dificuldade e indicado para jardineiros iniciantes.

Cravo-de-defunto: Também denominada tagete, é uma planta de odor extremamente forte e desagradável. Quando plantada, tem o poder de espantar alguns insetos e, principalmente, nematódeos. Esse é o nome dado a alguns vermes, animais que podem atacar e matar as plantas. Outra planta conhecida por repelir os nematódeos é a Capuchinha, popularmente conhecida como chagas ou flor-do-sangue.

Alho: Se você cultiva tomates em sua horta, a plantação de alho próxima a eles será bem-vinda. Além de sua utilidade quase diária como tempero de alimentos, ele é conhecido também por ser um bom defensivo contra insetos, bactérias e fungos, principalmente os que danificam tomates. Outra alternativa para proteger sua plantação de tomates, dessa vez contra percevejos, é a utilização de urtiga.

Erva-doce: É uma planta cuja fruta possui aroma e odores fortes, sendo utilizada para fabricação de licores e suas sementes na culinária, contra a halitose e até mesmo como ajudante digestivo. Em sua horta, a erva-doce, também chamada de anis, tem o poder de repelir traças.

Coentro: Planta muito conhecida pela sua utilização na gastronomia em pratos do norte e nordeste. Acredita-se que ele consiga espantar ácaros e pulgões, insetos de alta taxa reprodutiva que infestam sua plantação. Eles atacam folhas mais delicadas, e sua atividade favorece o aparecimento de formigas, fungos e bactérias, deixando a sua plantação mais suscetível a danos e debilitada.

Não se esqueça que o cultivo desses repelentes naturais deve ser realizado preferencialmente antes do aparecimento de pragas, para que a infestação não se instale. Escolha quais desses vegetais trarão mais benefícios a sua horta, e deixe-os plantados em pontos estratégicos. Assim, sua plantação ficará sempre saudável e em crescimento.

Categoria: Controle de Pragas, destaque | Tags: .

Comments are closed.